Construção civil e suas patologias: Eflorescência

Na arquitetura moderna temos presente ocorrência de “Eflorescência”.

Você deve ter se deparado com revestimentos verticais de grande porte, como cerâmicos, porcelanatos ou concreto onde apresentam manchas brancas nas superfícies das juntas.

 

 

O que provoca “Eflorescência” e como resolver?

 

A eflorescência está presente em materiais porosos, argamassa, concreto, pedras e tijolos e cerâmica.

Ao utilizamos argamassas ou concretos os sais presente no cimento e na cal se dissolve surgindo o aparecimento de manchas brancas.

No processo de assentamento destes revestimentos após sua cura, a presença de água faz com o que ocorra uma reação química, durante a evaporação da água dissolve os sais e se solidificam como hidróxido de cálcio, presente nas argamassas e na cal.

Em contato com água e na sua evaporação estes sais são transportados a superfície e se solidificam ao reagir com o dióxido de carbono presente no ar, formando as manchas brancas , alterando a estética dos acabamentos.

Além das manchas brancas, poderão surgir manchas escuras esverdeadas, estas manchas escuras derivado dos fungos presentes.

Quanto maior o grau de porosidade dos materiais presente, maior risco de aparecimento da eflorescência.

       

O que podemos fazer para evitar “Eflorescência”?

 

Devemos sempre que possível utilizar cimento Portland tipo Pozolâmico nas as argamassas para obras externas que tenham presença de água, este tipo de cimento tem baixa porosidade e será bastante eficiente nestes casos.

Já nas argamassas tipo cimento cola para assentamento dos   revestimentos devem utilizar argamassa de alta qualidade tipo ACIII.

Normalmente utilizamos água para amolentar as argamassas, que de fato é correto.

Como não se tem garantia da não eflorescência por parte dos fabricantes, podemos utilizar alguns materiais para incrementar as argamassas colantes sem comprometer a eficiência.

Para incremento das argamassas podemos utilizar matérias hidrofóbicos ou resinas de alto desempenho onde farão uma barreira contra a umidade, dificultando a reação química.

Outro ponto muito importante é a escolha de rejuntes impermeáveis.

 

O que podemos fazer para minimizar as obras que apresentam “Eflorescência”?

 

Em grande parte dos casos se faz necessário fazer a troca dos rejuntes.

A mancha branca que esta presente no revestimento que seria a eflorêscia pode ser removido? Sim podo:

 - Mecanicamente através de escovação ou lixamento dependendo da textura do revestimento, muito cuidado para não danificar os revestimentos.

- Quimicamente poderão ser utilizados ácidos de baixa concentração como ácido acético ou sulfônicos. Sua aplicação deve ser por borrifamento em pequenas área e escovação utilizando escovas com cerdas sintéticas, a limpeza com água deve ser imediata para evitar manchas, para neutralização  total da ação do ácido pode utilizar uma solução com bicarbonato de sódio.

EM MOMENTO ALGUM NÃO UTILIZAR ÁCIDO MURIÁTICO.

Após a limpeza aplicar sobre os revestimentos e juntas impermeabilizante a base de silano siloxado ou flúor em alta concentração de sólidos.

 

Manutenção preventiva

 

Realização de manutenção preventiva é de extrema importância para evitar a eflorescência, deve observar se tem fissuras nas juntas de movimentação, casa tenha deve fazer a correção.

Informações


LOCALIZAÇÃO: Rua Wilton Reis Costa, 220 Eldorado Centro Empresarial e Industrial
CEP: 12238-574 - São José dos Campos - SP Brasil

TELEFONE: +55 (12) 3966-9977
E-MAIL: vendas@reisereis.com.br

facebook.com/reisereis

Parceiros de EnsaioLogo Parceiros

Envie sua mensagem


Todos os direitos reservados - Reis e Reis Química para Construção @ 2021

k2 media internet, design e marketing
^